SAÚDE BUCAL da gestante e do bebê


Consultas odontológicas ainda não fazem parte da rotina do pré-natal de grande parte das gestantes. 

Muitas vezes, mesmo que a consulta odontológica seja ofertada em programas públicos ou em serviços privados, a gestante acaba não realizando a mesma ou tem resistência à consulta devido a mitos e crenças populares difundidas dentro da própria família ou por amigos e ainda em grande parte ao próprio medo de dentista.

saúde-bucal

A visita ao dentista durante o período gestacional é importante para prevenir, diagnosticar e tratar doenças bucais que podem comprometer a saúde da mulher e do seu bebê. Para comprovar este fato, hoje existem vários artigos mostrando a associação entre doença gengival da gestante e nascimento prematuro ou baixo peso ao nascer.

Alguns dos mitos que devem ser eliminados são de que a gestante não pode tomar anestesia ou se submeter a uma radiografia odontológica. O cirurgião dentista é capacitado para definir quais cuidados, procedimentos e o momento ideal para a realização das intervenções odontológicas durante a gravidez. Portanto, a consulta odontológica pode ocorrer em qualquer momento da gestação.

Outra questão importante a ser esclarecida é a de que não há perda de cálcio dos dentes da mãe para ser incorporado na formação óssea do seu bebê. Os dentes não se tornam mais frágeis durante a gravidez. O que pode facilitar o aparecimento de cáries neste período é a maior acidez em virtude de enjoos ou na maior freqüência de consumo de alimentos pela gestante. 

► Leia também: Gel Bucal Infantil - sem flúor (Sanifill)

Também pode estar associado a deficiências na qualidade da escovação dentária por parte da gestante. Estes fatores que aumentam o risco de cárie dentária podem ser avaliados e corrigidos com a orientação do cirurgião dentista.

O fato de não procurar a avaliação odontológica durante a gravidez pode levar a gestante, em situações de dor de dente aguda, a recorrer a auto-medicação aí sim podendo acarretar prejuízos a sua saúde ou ao bebê em formação. Após o nascimento, a primeira visita do bebê ao dentista deve ocorrer preferencialmente no primeiro ano de vida.

Esta visita é importante não somente para um exame bucal, mas também pelas orientações que a mãe irá receber de como e quando deve iniciar a limpeza da boca do seu bebê (a qual pode ser iniciada mesmo antes do nascimento dos primeiros dentes, fato que facilita a aceitação da mesma após o nascimento dos dentes). 


Informações sobre a importância do aleitamento materno na formação dentária e da face, a relação entre a saúde bucal da mãe (e do núcleo familiar) e a futura saúde bucal do bebê. Deve ficar ciente que aumenta o risco de desenvolvimento de cárie dentária devido à introdução precoce do açúcar na alimentação da criança, principalmente se este for adicionado ao conteúdo da mamadeira. E conhecer os danos que podem ser causados à arcada dentária pelos hábitos de sucção da chupeta ou dedo.

Gestantes bem informadas e motivadas cuidam melhor de sua saúde bucal e, provavelmente, cuidaram bem da saúde bucal de seu bebê.

Prof. Ms. Luís Fernando Medeiros
Professor Responsável pela Clínica de Bebês da Universidade da Região de Joinville (Univille-SC)