ULECTOMIA como opção cirúrgica no retardo da erupção dentária : Relato de caso

Os períodos de erupção dos dentes, de modo geral, diferem entre as populações e áreas geográficas, pois podem ser influenciados por alguns fatores como condições ambientais, nível sócio-econômico, raça, sexo e distúrbios locais, como a fibrose gengival e o cisto de erupção. 

A fibrose gengival é causada pelo atrito superficial dos alimentos durante a mastigação, sendo mais freqüente sobre os incisivos centrais superiores por esfoliações ou perda precoce dos dentes decíduos. 

ulectomia

Com o objetivo de permitir um caminho livre para esse dente vir ocupar sua posição no arco dentário, o cirurgião-dentista pode realizar um procedimento cirúrgico, denominado, ulectomia, que consiste na exérese dos tecidos que revestem a face incisal ou oclusal da coroa dentária de um dente decíduo ou permanente não irrompido. 


Para uma indicação precisa da técnica cirúrgica são necessários os exames clínico e radiográfico minuciosos da região. 

Uma vez indicada a ulectomia, esta deve ser feita imediatamente, pois a postergação do ato cirúrgico pode levar ao fechamento do espaço, pela inclinação dos dentes vizinhos, o que impediria tratamento ortodôntico posterior na recuperação do espaço perdido. 

Assim, este trabalho relata um caso clínico de uma paciente do gênero feminino, oito anos, que apresentou o dente 11 retido. 

A partir dos exames clínico e radiográfico, optou-se pela realização da ulectomia, a fim de possibilitar a erupção do referido dente. Após 4 anos de proservação, observa-se um adequado posicionamento da unidade dentária.




°apcdaracatuba.com.br
°Ulectomia como opção cirúrgica no retardo da erupção dentária : Relato de caso
°George Táccio de Miranda CANDEIRO / Fabrícia Campêlo CORREIA / Suyanne Arrais Leite de Miranda CANDEIRO